Conheça todos os benefícios da Gelatina ?

Ela é um dos alimentos mais benéficos para o nosso organismo como um todo. Sendo usada para tratamento e recuperação de pacientes em hospitais, ela é saborosa, refrescante, hipocalórica.

Para quem adora doces e sobremesas, ela é ótima para combater aquela vontade por doces e guloseimas com baixo custo e fácil preparação.

Ingerir gelatina de forma regular, ajuda a diminuir o colesterol no sangue, triglicérides e controla o nível de glicemia, fortalece os ossos, prevenindo o organismo de doenças como a osteoporose. Traz uma maior resistência física, ajuda a retardar os sinais do envelhecimento, deixando cabelo, unhas e pele mais bonitos.

De onde a gelatina é extraída

Dermacaps

A gelatina que comemos, consiste de gelatina natural, água, açúcar ou adoçante artificial e sabores artificiais, corante de comida.

A gelatina que consumimos é o colágeno processado, sendo, assim, a gelatina é de origem animal, pois o colágeno vem dos ossos, cascos e tecidos de ligação de vacas e porcos.

A gelatina é extraída quando, esses ossos e tecidos, são triturados em várias partes e passam por um tratamento com um ácido forte ou com uma base forte para quebrar as estruturas das células e liberar o colágeno. Depois a mistura é fervida e a grande molécula do colágeno se quebra de forma parcial, tendo a gelatina como produto final.

A gelatina pode ser usada em vários produtos, para dar uma maior consistência, emulsificar ou estabilizar iogurtes, chicletes, balas de goma, presunto e frango enlatados, salsicha, creme de leite, sopas e molhos, cream cheese, pasta para bolos, marshmallows, etc.

Repondo colágeno com Dermacaps

Dermacaps

A gelatina que comemos, consiste de gelatina natural, água, açúcar ou adoçante artificial e sabores artificiais, corante de comida.

A gelatina que consumimos é o colágeno processado, sendo, assim, a gelatina é de origem animal, pois o colágeno vem dos ossos, cascos e tecidos de ligação de vacas e porcos.

A gelatina é extraída quando, esses ossos e tecidos, são triturados em várias partes e passam por um tratamento com um ácido forte ou com uma base forte para quebrar as estruturas das células e liberar o colágeno. Depois a mistura é fervida e a grande molécula do colágeno se quebra de forma parcial, tendo a gelatina como produto final.

A gelatina pode ser usada em vários produtos, para dar uma maior consistência, emulsificar ou estabilizar iogurtes, chicletes, balas de goma, presunto e frango enlatados, salsicha, creme de leite, sopas e molhos, cream cheese, pasta para bolos, marshmallows, e também, é claro, no Dermacaps! .

Colágeno

O colágeno possui uma grande quantidade de proteínas formadas por aminoácidos no organismo. Ele mantém as células unidas, sendo principal componente de proteínas da pele, cartilagens e ossos.

O colágeno é produzido pelo nosso corpo de forma natural, porém com o tempo a produção diminui a partir dos 30 anos. Com isso, acontece uma diminuição da elasticidade da pele com aparecimento de rugas e criando uma fragilidade articular e óssea, sendo preciso, repor esse nutriente.

A falta de colágeno no corpo leva à má formação óssea, rigidez dos músculos, problemas com crescimento, inflamação nas juntas, doenças cutâneas, diminuição da espessura do cabelo, desidratação, perda de elasticidade da pele, cria estrias, entre outros.

Alimentos com colágeno: queijo, leite, carnes, arroz junto com feijão, soja, ervilha, quinoa, as frutas com vitamina C e derivados, como as hortaliças.

Com a diminuição de colágeno vem a necessidade de o repor, através de uma boa alimentação ou suplementos

Colágeno hidrolisado Dermacaps

Dermacaps é um suplemento nutricional em pó ou cápsula indicado para pessoas que desejam ou precisam aumentar o consumo de proteínas. Também é usado para cicatrização e recuperação de lesões e em processos de emagrecimento.

Cosméticos

Ele deixa a pele mais firme, ao usar produtos de beleza com colágeno, a pele torna-se mais macia, firme e saudável.

Produtos com colágeno ajudam na manutenção do tônus muscular, deixando a pele mais firme e menos flácida.

As qualidades da gelatina com colágeno

A gelatina contém proteínas que, quando absorvidas pelo intestino, são digeridas, apenas parcialmente, fornecendo os aminoácidos fundamentais para manter ossos e reconstituir algumas articulações.

A gelatina possui 9 dos 10 aminoácidos essenciais para o bom funcionamento do nosso organismo que são consumidos através dos alimentos.

Ela ajuda a emagrecer?

Toda comida possui calorias, mas a gelatina possui quantidades bem menores que os doces que consumimos. Ela ajuda na sensação de saciedade, mas não deve ser consumida de forma exagerada. Ela pode ser ingerida como lanche entre refeições, em sucos e misturada com algumas frutas. Tudo para melhor seu valor nutritivo.

A gelatina light ou sem açúcar será bem mais benéfica, lembrando que, para obter esses benefícios, ela não deve ser junto com alimentos muito calóricos, como o leite condensado.

A gelatina sozinha não emagrece, é preciso se alimentar de forma balanceada e realizar exercícios físicos, para potencializar os efeitos.

Benefícios

As versões da gelatina suplementar e vegetal potencializam muito mais as vantagens que traz para o corpo humano, com menos conservantes.

Ela, também, é constituída por muitas vitaminas e compostos necessários para um bom funcionamento do corpo como o selênio e o fósforo. A gelatina:

Proporciona uma maior firmeza, elasticidade e hidratação da nossa pele.

Ajuda a fortalecer e hidratar as unhas e os cabelos.

Consumir o colágeno da gelatina, ajuda na construção para contribuir na formação de nossa massa muscular, é importante e essencial para a saúde da nossa boca.

O colágeno da gelatina ajuda a melhorar o sono.

Auxilia na prevenção da flacidez, prevenindo o aparecimento de celulites.

Consumo de alimentos com colágeno fortalecem os ossos e articulações.

Ajuda a prevenir de doenças ósseas como artrose, osteoporose e colesterol alto.

É um ótimo meio para a cicatrização da pele e tendões após cirurgias.

A gelatina comum tem de 4% a 5% de colágeno, as hidrolisadas contêm 85%. Porém o consumo do colágeno hidrolisado deve ser consumido de acordo com o acompanhamento médico e em quantidade muito bem dosada.

As gelatinas, normalmente, não têm grande contraindicações. Mas há casos de pessoas que tiveram problemas estomacais e inchaços.

É interessante unir a gelatina comum com pedaços de frutas, iogurtes, sucos, ajudando a aumentar o potencial nutritivo.

Os diabéticos devem consumir só a versão com menos açúcar.

Pessoas alérgicas a alguns determinados componentes da gelatina ou com insuficiência renal, precisam fazer exames e se consultar um médico antes de consumi-la.

As cápsulas de gelatina

Existem drogarias e farmácias que vendem as gelatinas em cápsulas. As gelatinas em cápsula contêm os mesmos benefícios que há na gelatina em pó, mas as cápsulas possuem uma maior eficiência para o fornecimento de colágeno. Isso ocorre, porque as cápsulas não possuem corantes na composição.

As gelatinas em pó possuem a vantagem de serrem digeridas mais facilmente pelo organismo, enquanto a desvantagem da encapsulada é a dosagem baixa quando comparamos com a forma em pó.

Mas é importante saber que o uso da gelatina em cápsulas, deve ser orientado e dosado por um médico, pois cada organismo possui suas próprias necessidades.

O que é transição capilar?

Já ouviu falar em transição capilar? A transição capilar é um processo em que o cabelo está passando por uma fase de mudanças e precisa de cuidados especiais para que os fios cresçam mais fortes e saudáveis.

Abre-se mão dos alisamentos e de outros procedimentos com química aplicadas nos cabelos para adotar o visual dos fios em sua formatação original. Seja o seu cabelo natural cacheado, crespo ou ondulado, chegou o momento de assumir o estilo original dos fios durante e após a transição capilar, e ainda vamos recomendar o CAPIFIX.

Transição capilar: antes e depois

Existem diversos tipos de cabelos: lisos, cacheados, ondulados, crespos… E um estilo que imperou por muito tempo no cenário da mídia foi o cabelo liso.

Diversas mulheres ao longo dos anos passaram por processos químicos com o risco de danificar os fios apenas para alcançar um padrão de beleza transmitido na televisão, nas revistas, em propagandas de outdoors e também na internet.

Felizmente, estamos em uma nova fase na cultura da imagem pessoal, com diversas mulheres adotando a transição capilar como uma forma de expressar a sua individualidade e estilo.

A transição capilar é responsável por manter a estrutura do cabelo da forma como ele de fato é, fortalecendo o encontro com aquilo que de fato nosso cabelo é, em consonância com aquilo que irá aparentar. Alisar os cabelos não deve ser algo imposto, e aceitar as madeixas da forma como elas são tornou-se uma forma de refletir auto estima e aceitação pessoal.

O mais importante aspecto durante a transição capilar é ter a certeza de que é uma decisão tomada por conta própria, e não por pressão social, de familiares ou de amigos, por exemplo. Pois decidir sobre como os seus cabelos devem ser é algo muito pessoal e deve levar em conta somente a sua vontade.

A textura dos cabelos durante a transição capilar, é um ponto que incomoda algumas mulheres durante o período de adaptação.

O fato é, que enquanto o ;cabelo cresce, as pontas ainda estão lisas (por possuírem químicas alisadoras impregnadas nos fios) ao mesmo tempo em que a raiz sem química está crescendo e destacando-se do restante do cabelo.

Como fazer transição capilar

Podemos dizer que a transição capilar é uma forma de libertação de antigos paradigmas da cultura da moda, e deixá-los para trás, aceitando o cabelo ser o que de fato ele é.

Existem algumas ;formas de vivenciar e ultrapassar o período de transição.

A primeira opção é adotar a técnica do big chop (que é o corte total da parte do cabelo quimicamente tratada de uma só vez). Refletir sobre adotar ou não essa técnica é algo importante para não se ;deparar com o choque de ficar com os cabelos curtíssimos e não poder voltar atrás. A segunda forma de passar por essa transição capilar é cortar as madeixas periodicamente.

Assim você continua com os cuidados dos fios e ao longo do tempo abre mão daqueles fios contendo químicas, cortando o cabelo aos poucos.

Produtos para transição capilar

Cabelos em período de transição capilar são ainda mais frágeis.

Por isso, para evitar qualquer tipo de dano aos fios e ainda permitir um crescimento saudável dos cabelos, a principal dica que podemos te dar é investir em um cronograma capilar completo, de forma a seguir uma agenda de cuidados que alia e intercala tratamentos de hidratação, nutrição e reconstrução dos fios durante a semana.

capifix funciona

Durante a hidratação dos fios, com o uso do creme de hidratação corretos seus cabelos serão supridos da necessidade de água e de nutrientes que eles precisam.

Para deixar os cabelos brilhantes e hidratados é necessária a etapa de nutrição com a função de criar uma barreira lipídica na fibra capilar, pois sem ela seus fios ficam fracos, o que pode prejudicar o crescimento do cabelo.

Já a fase de reconstrução capilar, ;envolve a devolução de toda a queratina que o cabelo perdeu, fortalecendo ainda mais as madeixas e livrando do enfraquecimento e da quebra.

Melhor Produto para Transição Capilar: Capifix

Qual é a composição de CapiFix?

O resultado do sucesso de ;CapiFix ;está totalmente ligado a sua composição.Portanto eu separei os principais ingredientes da fórmula para que você veja todas as propriedades:

  • Ácido ascórbico ;;– que garante a regeneração do tecido do cabelo;


  • Ácido pantotênico ;;– que equilibra a produção de hormônio e devolve o brilho da pele;


  • Biotina ;– ela quem age diretamente contra a queda dos cabelos;


  • Zinco ;– substância base para saúde do homem;


  • Magnésio ;– evita o envelhecimento precoce e a fadiga muscular;


  • Ácido fólico ;– promove o crescimento do cabelo;


  • Groselha negra ;;– equilíbrio hormonal e ajuda a combater a queda dos cabelos.

Dicas de transição capilar

Para as mulheres com o cabelo de formas onduladas, cacheadas ou crespas, indicamos formas de texturização dos fios com a ajuda do creme para pentear.

Passar pela transição capilar com a ajuda desses cosméticos como o ativador e modelador de cachos auxiliam o processo de adaptação até que os cachos voltem a se formar novamente.

Reaprender a modelar o seu cabelo natural é a forma ideal de encontrar o jeito que você deseja que os seus cabelos fiquem. Lave e condicione os cabelos e prepare a parte cacheada com um creme modelador específico para o seu cabelo, aplicando um com textura mais gelatinosa na parte do cabelo que ainda estiver lisa. Separe seu cabelo em mechas finas e vá esticando e enrolando cada uma delas com a ajuda dos dedos. Faça isso em todo o cabelo. O importante é estar sempre atenta ao que o seu cabelo precisa durante esse processo e ter calma e paciência com todos os cuidados que ele vai precisar de você.

Gostou das dicas? Acompanhe o nosso Facebook e o nosso Instagram para ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos cabelos!

Pode lhe interessar: Capifix benefícios? O Sucesso do ramo da saúde acaba de chegar no Brasil: Capifix funciona encapsulado natural que tem auxiliado muitos pessoas por todo continente europeu na cura da queda de cabelo.

Como Acabar Com a Insônia – Hábitos Para Seguir e Tratamentos

Dormir pouco tem sido um mal mundial. A rotina das pessoas está cada vez mais corrida e transtornos como ansiedade e depressão estão cada vez mais altos. Estudos divulgados pela OMS, Organização Mundial da Saúde, relatam que 9,3% dos brasileiros têm algum tipo de ansiedade e outros 5,8% sofrem de depressão. Isso sem considerar os pacientes não diagnosticados. O mesmo estudo sugere que ambos transtornos afetam o sono e provocam a dificuldade de dormir.

A insônia pode ser causada por diversos fatores, sendo biológicos, físicos ou comportamentais. Não importa o motivo da dificuldade de dormir, a privação de uma boa noite dormida afeta diretamente a saúde física e mental, provocando diversas complicações. Mas, a boa notícia é que a insônia tem tratamento, e aqui você poderá entender mais sobre ela e conferir os melhores tratamentos:

O que é Insônia

Insônia é a dificuldade de pegar no sono ou dormir de maneira contínua o tempo mínimo recomendado (cerca de 7 horas a 8 horas). A Academia Americana de Medicina do Sono (AASM) concluiu, por meio de uma pesquisa, que 95% da população sofre de algum grau de insônia ao longo da vida. O problema é um diagnóstico clínico, que deve ser tratado, a fim de melhorar a saúde e o bem-estar do paciente.

Essa dificuldade para dormir possui 3 tipos específicos:

  • Crônica: dura mais de 3 semanas, sendo uma insônia de longa duração;
  • Transiente: dura pouco tempo, não excedendo 3 semanas;
  • Intermitente: a insônia vem e vai durante o problema (há noites de sono revigorantes e outras em que o paciente não consegue dormir).

A insônia pode ser causada por ansiedade, depressão ou estresse moderado, que são provocados, principalmente, por problemas amorosos, no relacionamento, no trabalho, nas finanças e outros. Além disso, o problema pode estar associado a outros fatores, por exemplo, hábitos noturnos ou doenças como a apneia. Por esse motivo, existe a necessidade de conversar com um especialista para buscar o melhor tratamento. Abaixo, veja dicas para a cura da insônia:

Melhore seus hábitos antes de dormir

O corpo humano libera um hormônio chamado melatonina quando o sol começa a cair, mas, por conta da luz artificial, o organismo passa a produzir em menor quantidade ou não produz. Por isso, recomenda-se, próximo à hora de dormir, fechar as cortinas, apagar as luzes e não assistir televisão ou mexer no celular.

Use sua cama e seu quarto apenas para dormir e atividades mais leves, como o ato sexual e leituras. Evite a entrada de animais de estimação, crianças (caso tenha filhos) e não utilize a cama para realizar atividades do trabalho, comer e para o entretenimento. Para isso, use a sala, a cozinha, o escritório ou outros ambientes.

Não consuma cafés, chás, energéticos, bebidas com cafeína ou outros estimulantes próximo à hora de dormir. Procure deixar o quarto um ambiente confortável e sem ruídos. Tenha cortinas que realmente isolem a luz e, caso more em uma região movimentada e barulhenta, compre protetores de ruídos para ouvido, optando por modelos ideais para dormir. A temperatura do ambiente também deve ser adequada. Você pode usar cobertas, aquecedores, ventiladores, ar-condicionado e outros, para criar um clima ideal.

Você não precisa se forçar a dormir. Quando estiver com dificuldades, levante, medite, tome um banho quente, faça um chá ou alguma atividade que seja relaxante para você. É importante, também, não deitar com fome caso isso aconteça, coma coisas leves, como frutas. Alimentos pesados só pioram a insônia.

Pratique Atividades Relaxantes

Estudar, trabalhar e ter um dia longo pode ser muito estressante. Para privar-se desses problemas, você pode criar uma rotina de relaxamento antes de dormir, de acordo com aquilo que ajuda a acalmar sua mente e seu corpo.

Existem várias atividades para acabar com o estresse. Você pode, por exemplo, tomar banho de banheira com sais aromáticos calmantes  o calor da água ajuda a relaxar os músculos -, ou se automassagear, com o auxílio de um óleo, debaixo do chuveiro ou após o banho.

Existem técnicas Yoga que fazem muito bem para a mente e, até mesmo, exercícios de respiração. Nessas técnicas, você inspira, inflando a parte inferior do abdômen, segurando o ar por 3 segundos e expirando lentamente.

Outra técnica é o relaxamento dos músculos, na qual você contrai cada grupo muscular do corpo, separadamente, relaxando-o, em seguida, e só finalizando quando tiver feito isso em todos os músculos do corpo.

Remédios Naturais Para Insônia

Existem alguns coadjuvantes naturais para tratar a dificuldade para dormir. Veja, abaixo, o que acrescentar na sua rotina, próximo ao horário de dormir, que pode lhe ajudar a relaxar e cochiçar com mais facilidade:

  • Chá de erva-cidreira a erva-cidreira é uma planta medicinal que funciona como um calmante natural para o organismo, auxiliando o corpo e a mente a relaxar e pegar no sono;
  • Chá de valeriana a valeriana é muito conhecida para tratar a insônia, sendo facilmente encontrada em forma de suplemento;
  • Chá de lúpulo o lúpulo é uma planta utilizada para aromatizar cervejas artesanais, sendo parente da cannabis sativa, a maconha, que possui propriedade relaxantes, sem o poder psicoativo de sua prima”;
  • Chá de maracujá recomenda-se as folhas da planta, as quais contêm propriedades relaxantes mais concentradas.

Remédios e Auxílio Médico

Caso nada esteja funcionando, você pode procurar o auxílio médico, para que ele lhe indique remédios e realize exames, a fim de descobrir a causa da insônia. Mas, cuidado! Informe todos os remédios que você toma, para que não haja nenhuma interação medicamentosa indevida. Os remédios para dormir costumam causar efeitos colaterais, como sonambulismo, pressão baixa, náusea, tontura ou, ainda, dependência química ou psicológica.

O tratamento da insônia, geralmente, é feito com o uso de ansiolíticos, como clonazepam, diazepam, flurazepam e outros. Conheça os principais:

Clonazepam / Rivotril

O Rivotril é composto pelo clonazepam, que pode ser encontrado na sua forma genérica ou fabricada por outros laboratórios. Ele trata ansiedade, depressão e fobia social, sendo que seu efeito atinge o ápice 2h a 3h depois de ser ingerido. A aplicação intravenosa tem efeito sedativo 5 minutos após ministrada, sendo um dos remédios tarja preta mais conhecidos e utilizados.

Bromazepam / Lexotan

A fórmula de bromazepam mais conhecida e utilizada recebe o nome de Lexotan. Sua atuação é similar à do clonazepam. Ele é um ansiolítico, diminuindo a ansiedade, mas ajuda, também, a controlar o humor.

Além disso, o bromazepam é ministrado em pacientes com esquizofrenia e outras doenças com agitações psiquiátricas, induzindo o sono, quase que instantaneamente, sendo preciso dosar com cuidado. Um dos efeitos da super dosagem pode causar a paralisia do sistema respiratório.

Fluoxetina / Prozac

A fluoxetina, comercializada com o nome de Prozac, é um remédio muito utilizado no tratamento da depressão, ansiedade, transtorno da síndrome do pânico, transtorno bipolar, transtornos psico-maníacos, entre outros. Pode causar alucinações, alteração de peso, desmaios e diversos outros efeitos colaterais, sendo indicado para o tratamento da insônia crônica, que não apresenta melhora com outros medicamentos.

Alprazolam / Frontal

O medicamento é indicado para ansiedade e tem uma indução do sono rápida, sendo mais utilizado quando a falta de sono está associada à ansiedade. Normalmente, é ministrado apenas por 4 semanas, mas seu uso pode prolongar, de acordo com indicações médicas.